Domingo, 03 de Maio de 2020

 

Decreto municipal reitera recomendações para bancos e lotéricas

 
 

 Imagem: CCOM

 

Diante da recorrente violação das determinações estabelecidas no decreto nº 016/2020 de 24 de março, a Prefeitura de Salgueiro alerta os bancos e lotéricas para a adoção de medidas que coíbam a aglomeração de pessoas neste momento de pandemia de covid-19. Um novo decreto (nº 027/2020), definiu medidas adicionais aos responsáveis pelos estabelecimentos, reiterando as inúmeras providências que devem ser tomadas em caráter de urgência para preservar a saúde da população.

Nas novas medidas, a Prefeitura de Salgueiro definiu que o atendimento dos bancos públicos e privados passarão a funcionar a partir das 8h, sendo até às 10h atendimento exclusivo para pessoas acima de 60 (sessenta) anos, bem como as consideradas pelos órgãos públicos como de grupo de risco do novo Coronavírus. A partir das 10h até o fechamento da agência será o atendimento das demais pessoas. O decreto também obriga que os bancos disponibilizem vigilantes na porta de entrada das agências para o controle de entrada e saída e que disponibilizem álcool em gel para todos os clientes. O controle deverá ser através de senha de atendimento, limitadas de acordo com a capacidade de atendimento do banco, os demais clientes deverão se deslocar imediatamente das imediações das agências para que não haja aglomerações. Todas essas medidas se aplicam também às Casas Lotéricas e similares.

A Prefeitura de Salgueiro realizou a marcação de limitadores de espaço entre as pessoas nas calçadas, respeitando o limite mínimo de 1,5m entre uma faixa e outra e está instalando lavatórios públicos na frente das agências que contenham um grande número de pessoas, para que a população possa se higienizar.

O descumprimento das normas decretadas poderá incorrer na aplicação de sanções. “O momento que vivenciamos exige que seja evitado ao máximo qualquer tipo de ambiente que haja aglomerações. Embora as agências bancárias e lotéricas tenham limitado o número de pessoas no interior do estabelecimento, as filas acarretadas no lado de fora, do jeito que estão, oferecem riscos à saúde também. Os nossos fiscais já fizeram uma notificação aos responsáveis explicando os pontos principais do decreto e orientando que um profissional fosse deslocado para organizar o fluxo na área externa.

Infelizmente, o problema persistiu e tivemos expedir uma recomendação administrativa embasada em um conjunto de leis que nos dá o amparo jurídico para atuarmos de uma forma mais incisiva caso as determinações voltem a ser desrespeitadas”, informou o Procurador do Município, João Luiz.

O prefeito Clebel Cordeiro lembra que as medidas são para preservar a vida das pessoas: “Espero que empresários e responsáveis por instituições financeiras compreendam que estamos buscando manter as empresas e organizações que são essenciais funcionando, mas precisamos cuidar, preservar a vida do nosso povo”.

Ver Decreto

 

mais notícias